Reza a lenda que São Pantaleão, num 29 de dezembro qualquer nos idos do século IV, perambulava por um vilarejo da Itália quando foi acometido por uma fome voraz. Sem ter o que comer, se valeu da primeira porta que viu para pedir algo que acalentasse seu estômago. Acontece que a família, que tinha parca renda financeira, não tinha alimento suficiente para todos. Ainda assim não houve hesitação em dividir o que estava à mesa: um típico nhoque italiano, daqueles de dar água na boca. No fim das contas sobrou apenas sete massinhas para cada um. Todos comeram, São Pantaleão agradeceu a acolhida e se foi. 

Na manhã seguinte, quando a família retirou os pratos da mesa, descobriu que embaixo de cada um havia uma volumosa quantia em dinheiro.

Por conta dessa lenda o dia 29 de cada mês ficou conhecido como o dia “nhoque da fortuna” ou ainda “nhoque da sorte”, quando as pessoas se reúnem, colocam dinheiro sob o prato e comem os sete primeiros pedacinhos de nhoque em pé, fazendo um pedido para cada uma das massinhas. Poético, não?

Em homenagem à boa cozinha italiana seguem duas maravilhosas receitas de nhoque, que são garantia de sucesso. Não custa tentar, vai? 

NHOQUE VERDE DE ERVAS E PARMESÃO 

Você vai precisar de:

1kg de batata Asterix – aquela da casca rosada, saca?

Sal

Tomilho

Salsinha

Cebolinha

400g parmesão (você pode também optar pelo queijo minas curado)

400g de farinha de trigo

Pulo do gato: lembre-se de comprar o parmesão para ralar em casa, pois aqueles de saquinho definitivamente não vão funcionar nessa receita.

 Modo de fazer:

Polvilhe sal por cima das batatas e embrulhe uma a uma no papel alumínio. Asse em fogo médio até que fiquem bem macias e reserve.

Num refratário, adicione o queijo, a farinha, as batatas já amassadas e sem a casca, e por fim todas as ervas.

Amasse tudo com as mãos até que forme uma massa bem homogênea. Se estiver grudando muito, coloque mais um pouquinho de farinha de trigo.

Enfarinhe a superfície de sua mesa e disponha a massa sobre ela. Faça rolos com a mão e com a ajuda de uma faca corte os nhoques do tamanho que preferir.

Cozinhando a massa:

Ferva água em abundância numa panela alta e depois adicione 1/5 das massinhas e espere que subam à superfície – isso significa que já estão cozidas! Vá repetindo o processo.

Retire os nhoques com a ajuda de uma escumadeira e transfira tudo para um refratário. Sirva com o molho de sua preferência.

Essa receita rende cerca de cinco porções fartas. 

————————————————–

NHOQUE DE BATATA DOCE 

Essa é light, para os amantes da dieta. Rende duas porções. 

Ingredientes:
• 200g de purê de batata doce assada
• 1/2 colher de chá de sal
• 1 gema
• 80g farinha trigo

Embrulhe as batatas em papel alumínio e asse até que fiquem macias. Reserve. 

Em um refratário misture o purê, o sal e a gema. Após, comece a adicionar a farinha, misturando delicadamente. Forme uma massa, que vai se mostrar um pouco úmida, mas que pode ser lindamente trabalhada.

Polvilhe ligeiramente a superfície de sua mesa com farinha de trigo, coloque a massa sobre ela e dívida em 4 partes. Role cada uma das partes para que forme um cilindro, e depois os corte em pedacinhos menores. Salpique mais um pouquinho de farinha para garantir que eles não grudem.

Agora o processo de cozimento é o mesmo da receita acima, mas essa aqui pode ser feita também na frigideira para que as massinhas fiquem bem douradas. Nesse caso deixe que escorram um pouco e seque-os ligeiramente com um papel toalha. 

 

NÃO PERCA NENHUMA NOVIDADE!
Receba em primeira mão o conteúdo do Cebola 🙂
Inscrever!