Pequeninas ações são capazes de otimizar as compras, transformando o consumo desmedido em consciente e tornando o “fazer feira” num passeio onde todo mundo sai ganhando.

Quando você compra de pequenos produtores, fomenta o comércio local e gasta menos tempo se deslocando e estressando no trânsito. De quebra seu dinheiro fica no seu bairro ou em torno dele, desenvolvendo com isso o comércio e a comunidade local.

Além disso, o custo dos produtos na feira é menor do que num ambiente oligopolizado como supermercados,  pois não há gasto com energia, pagamento de funcionários, embalagens e reserva do lucro destinado à empresa que faz a gestão do estabelecimento, por exemplo.

Por isso mesmo pequenos negócios, quando valorizados, promovem o desenvolvimento social. Sua compra ajuda o Seu Zé que vende hortaliças a se fortalecer, estimulando seu desempenho e diversificando a oferta de produtos e serviços.

E adivinha quem é beneficiado com isso? 🙂

Anote as dicas:

Alimente-se antes de sair de casa

Por falar em economia, é batata: quando estamos com fome, tendemos a comprar coisas que não precisaremos ou usaremos por puro consumismo.

Assim, faça um lanche levinho antes de botar a cara na rua.

Monte um cardápio semanal e escreva uma lista

Planejar as compras é essencial para que a gente perca menos tempo e reduza o desperdício dos alimentos.

Antes de sair de casa, pare por um minuto e pense:

Quanto você pretende/pode gastar?

Quantas vezes irá cozinhar na próxima semana?

O que irá cozinhar?

O que está faltando na sua dieta?

Um planejamento bem feito é um incentivo para equilibrar a dieta e cozinhar o próprio alimento, pois a famosa listinha de compras nos dá uma visão ampla do que estamos ingerindo.

E nem preciso dizer que, se falta ideia, aqui você encontra um monte delas, né?

Caso opte por comprar no supermercado, organize a lista por seção, agrupando produtos que ficam próximos uns dos outros, como frutas e verduras, itens pessoais e de higiene, etc.

Cebola na manteiga (7)

Use sacolas recicláveis

Sabia que sacolas plásticas demoram mais de cem anos para se decompor?

Contribua com o meio ambiente e acomode melhor seus produtos fazendo uso de sacolas retornáveis, que são mais fáceis de carregar.

Cole na geladeira uma listinha com o calendário dos vegetais

Quem acompanha o Cebola sabe: se familiarizar com a época das frutas, verduras e legumes traz economia para o bolso e auxilia no combate ao uso dos agrotóxicos, pois quando um agricultor produz um alimento fora de sua safra natural, ele lança mão de mais insumos para melhorar a produção. Isso compromete o solo, o clima e sua saúde. Ademais, o uso de adubos químicos e defensivos agrícolas fazem com que os alimentos não apresentem tantos nutrientes.

Outrossim, abusar dos alimentos da estação te desafia a buscar novas receitas e a fazer combinações surpreendentes e genuínas.

Procure as feiras orgânicas

O site Feiras Orgânicas traz uma lista acessível dos locais onde você pode encontrar, a poucas quadras, uma feirinha daquelas de lavar a alma. Tudo cultivado pelo senhorzinho que depende da feirinha para sustentar sua família e trabalha com o maior carinho do mundo.

Cebola na manteiga (8)

#shoplocal

Pergunte!

Faça amizade com os vendedores, questione a respeito do dias da semana em que os produtores reabastecem as barracas e também sobre a origem dos produtos. Isso garante alimentos frescos e eventualmente aquele descontinho maroto.

Evite fazer compras mensais

De fato as compras realizadas em grandes quantidades ajudam a economizar nosso tempo. Acontece que, se não forem bem planejadas, acabam prejudicando o orçamento, pois na maior parte das vezes não usamos todos os produtos perecíveis, que acabam sendo descartados.

Fim de feira é sinal de economia

Se você deixar pra visitas as feiras quando ela estiver prestes a fechar, a chance de conseguir aquele descontinho é maior. Pechinche com consciência para não desvalorizar os produtos e serviços ali encontrados!

Consuma os alimentos que têm menor durabilidade primeiro

Couve-flor, abobrinha, e brócolis, por exemplo, são alimentos que estragam facilmente. A dica é compra-los em menor quantidade e consumi-los primeiro para evitar o desperdício.


Fotos por Lorena Dini (@diniloris)

NÃO PERCA NENHUMA NOVIDADE!
Receba em primeira mão o conteúdo do Cebola 🙂
Inscrever!